"É estranho assumir que há tantas coisas boas entre pequenas coisas ruins."
Bem, sou um homem com muitos problemas e suponho que em sua maioria sejam criados por mim mesmo. Estou falando de problemas com mulheres, jogo, honestidade contra grupos de pessoas, e, quanto maior o grupo, maior a hostilidade. Dizem que sou negativo, sombrio e taciturno.

Tenho tanta coisa pra te contar, tanto pra te mostrar, vem… Vamos naquela venda da esquina? Onde era quase inevitável tomar aquele chá ou chocolate, sei que não vai resistir em um chocolate, vem quero te mostrar um mundo novo, mundo dos nossos sonhos.

Eu sinto sua falta. Mas eu também sinto falta do bolo da vovó, sinto falta de ter 5 anos, sinto falta das flores de setembro. Sentir falta não é o fim do mundo e passa. Devo confessar que nem sempre vai ser fácil. Mas outras saudades vão chegar e essas não terão mais sentido. O fato é que o coração vai pedir sempre mais do que você já tem nas mãos. 

Send this out to sea
Send it where you wanted
You can take your ‘no’ for ‘no’ or ‘not at all’
There’s no filling up your spaces with fictionary places
Imaginary faces they don’t work at all

O tempo passa, o coração se gasta e você fica esperando aquela pessoa correr pra pegar o mesmo elevador que você. Aquela pessoa que cruzará a rua na tua frente e tornará o dia mais claro. Alguém que lhe traga uma bebida numa noite. Ou uma moça que te olhará a alma durante um show da sua banda predileta. Mas você se tranca em casa, sem entrar em elevadores, ruas, festas ou shows. Ai, você torce para alguém invadir a tua janela e só te roubar beijos, como num conto da Disney ou algo assim. Sinto lhe dizer, pessoa, na vida real, amores brilham, apenas, para quem consegue iluminá-los.

“Eu quero te deixar. Quero seguir adiante sem você ao meu lado. Quero ir para frente sem teus trejeitos me puxando para trás. Não, eu não deixei de te amar. Continuo amando tudo aquilo que um dia eu vi em você. Tudo aquilo que imaginei que você era. Eu só não quero mais, sabe? Como um pássaro que cansa de voar. E eu ainda sei voar. Só enjoei do teu céu cinzento e suas nuvens negras. E, por favor, não pense que você é a maior decepção da minha vida. Porque, ao contrário de você, as decepções são inesquecíveis,”

Orla RJ

Orla RJ